O procedimento é semelhante ao peeling superficial, porém as substâncias agem em camadas mais profundas da pele, agindo de modo mais eficiente. É importantíssima a avaliação criteriosa das medicações e principalmente, das características do paciente e doença a ser tratada. Como é mais profundo que um pelling comum, as escamas são bem mais espessas e escuras e, o pós-procedimento demanda mais tempo de recuperação e maiores cuidados, como hidratação, fotoproteção e cuidados com infecções secudárias.