É uma doença inflamatória crônica que acomete principalmente couro cabeludo, sobrancelhas, barba e zona T do rosto, que necessita tratamento para controle das lesões, visto não haver cura da doença. É importante sempre avaliar os fatores desencadeantes ou de piora da doença, sendo as orientações essenciais para que se tenha melhor resultado com os tratamentos instituídos. Diferente do que alguns acreditam, a presença do fungo, o Pityrosporum ovale, não faz da dermatite seborreica um doença contagiosa, mas ao mesmo tempo, a participação deste fungo, faz com que apresente boa resposta clínica com o uso de medicamentos a base de antifúngicos.