A dermatite de contato é muito frequente e diversa em sua apresentação e também em seus agentes causadores. Pode ser irritativa, quando o contato com o agente, geralmente de característica ácida ou alcalina, gera dermatite restrita ao local de contato e já no primeiro contato com o agente causador.

A dermatite de contato alérgica necessita de maior tempo de contato para estimular o sistema imunológico, e então deflagrar a dermatite. As lesões podem se estender além do local de contato com os agentes, sendo esses, normalmente, produtos do uso diário como creme, esmaltes ou perfumes. A consulta médica dermatológica pormenorizada é importantíssima para investigação de possíveis agentes causadores e sucesso na terapêutica.